quinta-feira, 23 de maio de 2013

Café e pão de nó

Oi queridas!

Quanto tempo hem?

Andei meio complicada aqui em Porto Alegre, ainda estou sem saber muito bem como manter a rotina que eu tinha em Campinas...
Felizmente meu pequeno está apaixonado pela nova Escola e amigos. Sempre comenta sobre os melhores amigos que deixou em Campinas, porém, está adaptado e feliz. Ele era, claro, minha maior preocupação.

Estou sem trabalhar fora, é complicado isso... Estava acostumada a ter muitas coisas que fazer fora de casa e agora a vida tem um ritmo beeeeem mais calmo.

Como estou em casa, estou fazendo umas gosturices... kkkkkk O tempo hoje estava pedindo um pão "prá lá" de fofinho e gostoso com um café, no meu caso, "pelando", forte e sem açúcar.

Esse pãozinho que fiz é uma receita da Culinarista Palmirinha Onofre.
Gosto muito da receita. É perfeita para aquele pãozinho para o lanche. Tem sabor delicado e é muiiito fofo.

Vamos lá:

Pão de nó
Palmirinha Onofre

1 copo americano de óleo
1 copo de requeijão de leite morno
Uma colher de chá de sal
2 tabletes de fermento para pão - Eu usei um envelope de fermento seco.
5 colheres de açúcar - Se desejar um pão docinho, coloque umas duas colheres a mais. 
5 ovos
Cerca de 1 kg de farinha - Usei quase 200grs a mais... Os ovos eram grandes...

Calda:
Levar ao fogo uma xícara de leite e uma xícara de açúcar. Deixar ferver e encorpar um pouco. Ela dever ser líquida, sem ponto de fio. No meu fogo alto levou cerca de 5 minutinhos.

Modo de fazer da Palmirinha:

Dissolva o fermento no açúcar, junte o sal. Coloque os líquidos, leite, óleo e os ovos ligeiramente batidos. Ir juntando a farinha até dar ponto.

Deixar crescer.

Moldar em nós, trança, bisnaguinha... Deixar crescer novamente.

Assar. 

Passar pela calda o pãozinho ainda quente. A calda pode ser utilizada quente ou morna, em seguida, passar por flocos de coco.
Pode congelar e depois levar direto ao forno sem descongelar antes.

No meu caso, adoro sovar a massa e deixar que o fermento aja por mais tempo... Eu faço assim:

Faço uma "esponja" para ativar o fermento - Coloco o fermento em uma vasilha, todo o açúcar e o leite morninho, misturo bem. Acrescento o sal e umas 4 colheradas de farinha. Deixo descansar por uns 40 minutos coberto com um pano de prato.

Depois, junto os ovos, ligeiramente batidos, o óleo e incorporo bem os ingredientes.

Vou juntando a farinha aos poucos e depois sovo até a massa ficar bem aerada. Essa massa fica úmida. Ela quase gruda na mão. Quanto menos farinha colocarmos, mais fofo será nosso pão.
Cubro a massa e deixo descansar outros 40 minutos.

Depois modelo e vou colocando em uma assadeira somente enfarinhada, untada não! Cubro e deixo crescer novamente.

Asso em forno médio, lentamente. No final eu subo um pouco a temperatura para conseguir uma cor mais bonita. Como a massa leva muitos ovos, não precisamos pincelar com gema. Caso se queira, podemos pincelar com manteiga, depois de assado.

O restante é igual... Passo pela calda, no meu caso gosto de passar pela calda quente, e depois pelo coco.

Aqui as fotos...

Cortei a massa ao meio para vocês verem como ela fica bem aerada.
Neste caso foi depois de sovar e deixar crescer, antes de modelar.

Aqui eles estão modelados bem grandes.

Detalhe do nó...

Para a outra forma eu modelei os pães menores.

Quando a primeira fornada saiu, estava assim:

 Aqui eu estava passando os pães pela calda e pelo coco.

Agora, bem de pertinho...

Ah! Se lembram da segunda fornada? Ela ficou crescendo por mais tempo, tirei a primeira fornada e só depois coloquei a segunda. Meu forno não é grande...
A segunda forma foi para o forno assim:

E saiu assim:

Não tinha jeito de desenformar sem destruir um ou dois pães... Então eu desenformei na minha mesa igual bolo... Virei a forma e pronto...
Os pães desgrudaram super bem.

Depois eu fui separando uma a um...
Ai... O aroma era fantástico!

Detalhe da massa "desfiando" enquanto eu desgrudava os pães.

Deixei alguns sem calda nem coco porque o meu Amor prefere sem "frescuras", como ele diz...

Façam... é muito bom!!

É isso... Espero que tenham gostado...

Beijo

"Meu Deus, como o tempo passa...
Dizemos de quando em quando...
Ao final, o tempo fica...
E a gente é que vai passando..."
Fado

6 comentários:

  1. Hummmm, delicia copiei a receita vou fazer depois mostro no face, obrigada, bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Susi,

      Obrigada pela visita menina...
      Faça sim, você vai adorar! Como comentei, se desejar um pãozinho com a massa doce, deve colocar mais açúcar, se não, dá para fazer pãozinho para o lanche pois a massa, como não é muito doce, aceita bem um patê, queijo, presunto...
      Volte sempre querida.
      Beijo

      Excluir
  2. Nossaaaa...deu agua na boca...vou fazer...obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi menina,
      Eu é que agradeço seu detalhe... Obrigada...
      Faça sim, esse aí que fiz, modéstia em Marte, ficou dos deuses kkkk
      Beijo querida e, volte sempre...

      Excluir
  3. Respostas
    1. Oi Liloca, liloquinha,
      Sabe menina, achei engraçado porque quando assisti a apresentação da receita, no final, quando mostraram os pães prontos, foi exatamente isso que eu pensei... "hummm isso tá bom..." Estamos sintonizadas querida...
      Volte sempre...
      Beijo

      Excluir

Obrigada por deixar aqui o seu Detalhe...